Últimas Notícias

Policial militar é preso suspeito de participar de associação criminosa, na Paraíba

Alguns materiais foram apreendidos pela Polícia Militar durante a prisão dos suspeitos — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um policial militar foi preso nesta quarta-feira (10), em cumprimento de um mandado de prisão preventiva, suspeito de integrar uma associação criminosa, na cidade de Catolé do Rocha, Sertão paraibano. De acordo com a Polícia Civil, o PM teria ligação com um grupo suspeito de matar um ex-policial militar e roubar uma joalheria. 

Conforme a Polícia Civil, inicialmente foram presos três homens com armas de fogo e munições, dentre elas, uma pistola ponto quarenta. São dois pernambucanos e um paraibano. Eles teriam vindo do Mato Grosso do Sul, há alguns dias, para praticarem homicídios, roubo e tráfico de drogas. Eles foram presos e autuados pelo homicídio do ex-policial militar, em Pombal, pelo roubo a uma joalheria, em São Bento, por associação criminosa e porte de arma de grosso calibre e numeração raspada.


Segundo a Policia Civil, o policial militar preso também é integrante da quadrilha. Ele tem 34 anos e trabalhava na guarda do presídio da cidade de Catolé do Rocha. Além da ligação com os crimes, ele também é suspeito de utilizar veículos e armas pertencentes ao grupo preso. Com relação ao homicídio em Pombal, o PM foi visto na cidade com o veículo usado na ação. Além disso, a a pistola utilizada contra a vítima foi uma ponto quarenta e há indícios de uma desavença por parte da vítima com o investigado. 

O mandado de prisão preventiva foi cumprido após a Polícia Civil ouvir alguns depoimentos. O policial foi preso dentro do Batalhão de Catolé, no momento de sua apresentação. Ele foi encaminhado para o Batalhão da Polícia Militar de Patos.

Nenhum comentário