Últimas Notícias

Polícia Civil prende trio por crimes cometidos em Pau dos Ferros RN

Uma investigação conjunta realizada pela 4ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Pau dos Ferros e Polícia Civil de São Paulo resultou na prisão de duas mulheres e um homem nesta segunda-feira (29), no município de São Vicente, no Estado de São Paulo.

Os policiais civis de Pau dos Ferros investigavam o esconderijo do trio que é acusado de participar do sequestro e homicídio de Rafaela da Silva Vieira, de 19 anos. A jovem seria simpatizante de uma facção rival a dos acusados.

A data exata do crime é desconhecida, mas ele ocorreu supostamente no fim de dezembro de 2018. Rafaela foi sequestrada no município de Itaú (RN) e levada para Pau dos Ferros, distante 40 quilômetros. O trio teria sido responsável diretamente pelo sequestro da jovem em Itaú, cidade onde o trio morava antes de fugir para São Paulo.

Trazidos pelo trio à Pau dos Ferros, a jovem foi submetida a uma sessão do tribunal do crime e executada com requintes de crueldade. O cadáver foi enterrado, sendo encontrado pelos policiais em 21 de março próximo ao Rio Apodi-Mossoró, bem como foram presos, na ocasião, 05 elementos que teriam participado diretamente da execução da jovem.

Após serem descobertos pelo envolvimento no assassinato em Pau dos Ferros, e terem a prisão preventiva decretada pelo juiz Rivaldo Pereira Neto, da 3ª Vara de Pau dos Ferros (RN), no último dia 14 de maio, os acusados fugiram para o Estado de São Paulo.
Segundo o delegado regional de Pau dos Ferros, Andson Rodrigo, "foram dois meses de investigação em conjunto com a Polícia Civil Paulista e a prisão desse trio encerra as investigações com 8 acusados presos, e o crime completamente esclarecido".

Foram presos em São Paulo: Karismeire Alves de Queiroz, 22 anos, Luiza de Marilac Queiroz dos Santos, 44 anos, mãe de Karismeire Alves, e Henrique Eduardo Arlindo Lima, 26 anos, que mantém união estável com Karismeire. Contra os três existiam dois mandados de prisões em aberto, pela prática dos crimes de tráfico de drogas, organização criminosa, cárcere privado, homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Todos eles foram conduzidos até a delegacia e encaminhados ao sistema prisional, onde permanecerão à disposição da Justiça. Com informações do Grupo Cidadão 190.

Nenhum comentário