. populares img:hover{ -ms-transform: rotate(-10deg); -webkit-transform: rotate(-10deg); -moz-transform: rotate(-10deg); -o-transform: rotate(-10deg); transform: rotate(-10deg);}
Ultimas

O PASSADO PELO PRESENTE

PROVEDOR DE INTERNET

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Oposição da cidade de Água Nova RN, estão só esperando a hora para um grande baculejo nas ruas. Valei meu Padim Ciço...





PASSO A PASSO DO PROCESSO QUE PEDE A CASSAÇÃO DA PREFEITA RAFAELA CARVALHO E DO VICE ELIAS RAIMUNDO DO MUNICÍPIO DE ÁGUA NOVA-RN.




No 01 de Outubro de 2016, a Polícia Federal cumpriu um mandado de busca e apreensão nas casas da prefeita Rafaela Carvalho e na casa do seu pai Francisco Iromar na cidade de Agua Nova-RN.
A busca e apreensão resultou na apreensão de forte materia que coloca em cheque-mate a reeleição da Prefeita de Agua Nova.
O Minísterio Público Eleitoral assim como a Coligação Juntos por uma Água Nova melhor moverao duas AIJES (Ação de Investigação Judicial Eleitoral) para apurar o possivel crime de Captção Ilícita de Sufragio (compra de votos) e o crime de Abuso de Poder Económico.


No dia 15 de Março de 2017, o juiz da 65° Zona Eleitoral, Osvaldo Cândido de Lima Júnior, julgou procedente a Ação de Investigação Judicial Eleitoral que pediu a Cassação da Prefeita de Água Nova Rafaela Carvalho e do seu vice Elias Raimundo de Souza, o juiz explicou em sua sentença que no caderno utilizado pela prefeita Rafaela Carvalho, apreendido às vésperas da eleição pela Polícia Federal, constam anotações feitas a próprio punho com registros de mais de 110 vantagens oferecidas a eleitores em troca do voto, esse momento aconteceu em primeira instância na cidade de Pau dosFerros-RN.


Após os recursos negados pelo Juiz de primeiro grau, a defesa recorreu para o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE) em Natal, onde no dia 28 de Setembro de 2017, o TRE julgou o Recurso Eleitoral 236-28, da relatoria do Juiz Gustavo Smith e manteve por unanimidade o parecer da Procuradoria Regional Eleitoral em todos os seus termos, cassando os diplomas da Prefeita e do Vice-prefeito de Água Nova-RN. 

No dia 23 de Outubro de 2017, os advogados entraram com um pedido de Ação Cautelar onde num sorteio eletrônico foi eleito o ministro Napoleão Maia Nunes que no dia 26 de Outubro de 2017 julgou prejudicado o pedido de Ação Cautelar com fundamento no art. 36 do Regimento Interno do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

No dia 07 de Novembro de 2017, o Ministro Napoleão Maia julgou procedente o Recurso Especial 236-28 e determinou o retorno da Prefeita Rafaela Carvalho e do seu Vice Elias Raimundo de Souza ao comando do Executivo de Água Nova-RN.

Após 9 meses e com o fim do Mandato do Ministro Napoleão Maia, o TSE publicou em sua pauta de julgamento para a sessão do dia 28 de Agosto de 2018 o Recurso Especial da Prefeita Rafaela Carvalho, em seu voto o Relator do Processo Napoleão Maia deu provimento a Pré-Liminar do Recurso entendendo que se avia necessário uma perícia grafotecnica no caderno para se ter uma ampla certeza sobre as provas. Na mesma ocasião o Ministro Edson Fachin pediu vista ao processo por entender que havia necessidade de examinar melhor a matéria antes se manifestar seu voto. 

Depois do pedido de vista analisado, no dia 06 de Setembro no seu voto vista, Fachin divergiu o voto de Napoleão entendendo que não havia a necessidade de ser realizado o exame no caderno, o mesmo foi acompanhado pelos demais ministros que por 6x1 foi negada a Pré-Liminar do Recurso. Pelo fato do Ministro Napoleão não ter entrado no Mérito do processo, a presidente do TSE Rosa Weber encaminhou o processo para o Ministro Og Fernandes que substitui o Ministro Napoleão na corte do TSE que agora irá decidir qual será o destino do Poder Executivo de Água Nova.

A oposição estão numa grande expectativa, até bomba estão sendo armazenadas para a grande comemoração em rua. O baculejo, será MAIOR e nunca visto, se preparem!  Valei meu Padim Ciço...