. populares img:hover{ -ms-transform: rotate(-10deg); -webkit-transform: rotate(-10deg); -moz-transform: rotate(-10deg); -o-transform: rotate(-10deg); transform: rotate(-10deg);}
Ultimas

O PASSADO PELO PRESENTE

PROVEDOR DE INTERNET

terça-feira, 28 de novembro de 2017

A politicagem continua trazendo prejuízos somente para ‘o povo’ de Marcelino Vieira

No decorrer desta semana e da que se passou, nós assistimos a um verdadeiro circo dos horrores em Marcelino Vieira. Na cidade não existe mais senso político. Só a “politicagem” impera. 

A POLÊMICA 1:

Na quinta-feira (23), o presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Doutor Aurivones Alves, corre para a Rádio Vitória FM, acompanhado de seus assessores, para dizer/mostrar, a sua “PIEDADE", e preocupação pelo feito e o não feito, mostrando a todo custo, que está do lado do povo e que não tem PARTIDO. Antes defendia o atual prefeito, Babau com unhas e dentes, agora ele está cuspindo no prato que comeu. É mole? É não, é a pura verdade. Ninguém é doido não. O povo está cansado de tanta demagogia e falácias. Não estamos vendo um líder com ações, só existe é muita fantasia nos projetos. E, as promessas antes defendidas e prometidas nas eleições? Não esquecemos, estamos de olho. Podem continuar falando, estamos de olhos atentos... 

POLÊMICA 2: 

A Festa de Emancipação Política proporcionou à sociedade Marcelinense ou Vieirense uma boa oportunidade para o encontro e reencontro dos filhos (as), desta terra querida. 

Mas infelizmente, o calor da politicagem tomou de conta do que deveria ser “solene” e “alusivo”. Ao invés de rememorar e comemorar os 64 anos de municipalização, um grupo de pessoas, do grupo situacionista, com mente mesquinha e pensamento egocêntrico, sem contar com o espírito maldoso, aproveitaram a carona, para fazer POLITICAGEM... Ninguém é cego não. 


Nós assistimos e ouvimos situacionistas tirarem proveito da oposição somente pelo puro prazer de atacar. Apenas para ter algo para falar mal dos líderes de ontem. 


E o consenso entorno do povo? E as soluções? E a verdadeira política “só em prol do povo” tanto pregada em época de eleição? 


Para acabar com esse show de horrores, o povo precisa começar a perceber que tudo isso é um grande teatro, e a política traz os protagonistas, enquanto nós ainda continuamos sendo apenas os figurinistas deste filme de hipocrisia coletiva.


POLÊMICA 3:

Outra coisa que deixou a população entristecida, justamente na semana alusiva aos 64 anos de Emancipação Política, foi o corte de fornecimento de energia para o Hospital Maternidade Pe. Agnelo Fernandes. Foi de fato, angustiante...



POLÊMICA 4:

Está na hora de agir com maturidade, não acham? Vocês que estão no Poder Executivo e Legislativo, estão fazendo o povo de palhaço. Deem exemplo! Sejam autênticos no que dizem e no que fazem. Chega de tanta contradição, se não pode fazer não prometam. Outra coisa, para que tanta distinção no atendimento as pessoas? Quem foi eleito, foi escolhido para trabalhar e tratar as pessoas humanamente igual. Estamos acompanhando todo trabalho e vamos vê o que vai acontecer daqui para frente. Vida que segue...

Por Francisco Claudênis Alves Ciríaco
Suplente de Vereador