. populares img:hover{ -ms-transform: rotate(-10deg); -webkit-transform: rotate(-10deg); -moz-transform: rotate(-10deg); -o-transform: rotate(-10deg); transform: rotate(-10deg);}
Ultimas

O PASSADO PELO PRESENTE

PROVEDOR DE INTERNET

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Veja quem são as vítimas já identificadas do ataque em Las Vegas

Um enfermeiro do Tennessee e dois canadenses estão entre as vítimas do ataque em Las Vegas. No total, 59 pessoas morreram e mais de 500 ficaram feridas, após um homem atirar do 32º andar do Mandalay Bay, um famoso cassino e resort de Las Vegas (EUA), contra uma multidão em um festival de música na noite deste domingo (horário local, madrugada desta segunda em Brasília). A ação já é considerada o maior ataque a tiros da história dos Estados Unidos.

O grupo jihadista Estado Islâmico reivindicou a autoria do ataque. No entanto, o FBI, a polícia federal americana, diz que não foi encontrada nenhuma evidência de conexão do atirador Stephen Paddock com grupos terroristas internacionais.

O enfermeiro Sonny Melton foi identificado como uma das vítimas do ataque em Las Vegas 
(Foto: Reprodução/ Facebook/ Sonny Melton)

Sonny Melton, 29

O enfermeiro foi a primeira vítima identificada. Ele era registrado como funcionário de um centro médico de Paris, no Tennessee. Segundo o hospital, sua mulher, Heather Melton, também estava no festival e sobreviveu ao ataque. O governador do estado do Tennessee, Bill Haslam, confirmou a morte de Melton. "Estou rezando pelas muitas pessoas afetadas pelo ato de violência sem sentido em Las Vegas. Em particular, eu e Crissy estendemos nossas condolências e orações à família de Sonny Melton, do West Tennessee, que está entre os mortos nessa tragédia”, disse o governador pelo Twitter.

Angela Gomez era de Riverside, Califórnia (Foto: Reprodução/GoFundMe)

Angela Gomez

A jovem é uma ex-aluna da Riverside Polytechnic High School, em Riverside, na Califórnia. Sua morte foi confirmada em um post da escola no Facebook, que identifica a formanda de 2015 como uma das vítimas do ataque em Las Vegas. Ela era líder de torcida e participava de corais na escola. Sua idade não foi revelada.

Charleston Hartfield era policial e tinha 34 anos (Foto: Reprodução/Henderson Cowboys)

Charleston Hartfield, 34

Policial em Los Angeles, ele estava de folga no domingo. Conhecido por seus amigos como Charles ou Chucky, escreveu um livro sobre seu trabalho na polícia e era treinador de um time de futebol para crianças e adolescentes. Horas antes do ataque ele atualizou a foto de capa de seu perfil no Facebook com uma foto de um banner do festival Route 91. Casado, pai de um filho e uma filha, ele foi militar durante 16 anos, atuando como policial nos últimos 11.

Jordan Seymour McIldoon era canadense e tinha 23 anos (Foto: Reprodução/Facebook/Jordan Seymour McIldoon)

Jordan Seymour McIldoon, 23

A ministra das Relações Exteriores do Canadá, Chrystia Freeland, informou que dois canadenses estão entre os mortos, mas não revelou suas identidades. Porém os pais de Jordan, de British Columbia, confirmaram à rede CBC News que o filho, que completaria 24 anos na próxima sexta-feira, morreu no ataque. Além disso, em um post no Facebook, uma mulher chamada Heather Gooze, que estava no local, informou parentes e amigos que estava bem, mas afirmou que um jovem de British Columbia, chamado Jordan McIldoon, tinha acabado de morrer em seus braços.

A canadense Jessica Klymchuk estava em Las Vegas com o noivo (Foto: Reprodução/Facebook/Jessica Klymchuk)

Jessica Klymchuk, 28 anos

A segunda vítima canadense era uma assistente-educacional, bibliotecária e motorista de ônibus da St. Stephen’s School, em Valleyview, Alberta. Segundo seu perfil no Facebook, ela tinha ficado noiva em abril deste ano e estava em Las Vegas na companhia de seu noivo. Ela tinha quatro filhos.

Rachael Parker era policial em Beach Police há dez anos
 (Foto: Manhattan Beach Police Department via AP)

Rachael Parker, 33 anos

Rachael era um dos quatro policiais do Departamento de Polícia de Manhattan Beach que aproveitaram sua folga para participar do festival. Além dela, mais um foi baleado, mas não teve ferimentos graves. Em um comunicado, o departamento informou que ela era policial havia dez anos e morreu no hospital.

Sandra Casey, 35

Professora de educação especial na Manhattan Beach Middle School durante nove anos, ela foi ao festival junto com colegas de trabalho que não ficaram feridos. Sua morte foi confirmada pelo superintendente do Distrito Escolar de Manhattan Beach, Mike Matthews.


G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário