. populares img:hover{ -ms-transform: rotate(-10deg); -webkit-transform: rotate(-10deg); -moz-transform: rotate(-10deg); -o-transform: rotate(-10deg); transform: rotate(-10deg);}
Ultimas

O PASSADO PELO PRESENTE

PROVEDOR DE INTERNET

sábado, 7 de outubro de 2017

Mulher é espancada pelo ex-marido em Marcelino Vieira

Acabou de chegar uma informação em nosso Portal de Notícias, que ocorreu na noite  terça-feira (03), na cidade de Marcelino Vieira, uma agressão física a uma mulher. A vítima se chama MARIA ROSÂNGELA DA SILVA, 36 anos,  a mesma, foi agredida pelo ex-marido, de nome FRANCISCO ABEL, 31 anos.  O casal estavam  juntos a mais de 6 anos. Até agora, a sua ex-esposa, desconhece os motivos do agressor ter agido com tamanha crueldade.   Nas imagens a seguir, a mulher aparece com o braço fraturado. 


A Lei Maria da Penha visa proteger as mulheres vítimas de violência no âmbito doméstico e familiar. A orientação da Polícia, do Ministério Público e dos órgãos de proteção aos direitos da mulher é de que as vítimas sempre busquem ajuda.

Sua ex-esposa, falou para a nossa redação, que vem sofrendo muito, tendo em vista, que têm uma criança de apenas 3 aninhos e que depende totalmente dela. "Está sendo muito difícil pra mim, porque estou com o meu braço impossibilitado de fazer minhas obrigações e cuidar do meu filho", finalizou.

O agressor foi preso na quarta-feira (04), e no mesmo dia, foi liberado, pelo fato de ser réu primário. Estaremos entrando em contato com a Delegacia de Polícia Civil para colher mais detalhes  do fato. Só ressaltando, que a vítima registrou Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil. O caso ficará sob o comando do Bel Dr. Paulo Cesário. 

"Que as mulheres tenham coragem de lutar e que não se calem quando forem agredidas, denunciem, porque hoje existe a lei, mas nem sempre ela é ativa, funciona, e se ficamos calados pior..." (Maria Rosângela, vítima)
"Muito obrigado, pelo seu excelente trabalho, Marcelino Vieira, está precisando de pessoas assim que tenha um trabalho nessa altura, capaz de transmitir com imparcialidade tudo o que acontece não só em nossa cidade, mas na região. Muitas vezes, nossos direitos só chegam, através do anúncio virtual. Obrigado por você está fazendo por mim e por todas as mulheres vieirenses que de alguma forma sofrem agressão e que ficam caladas, sendo omissas a uma Lei que existe para nos proteger.  Muito obrigado, porque sofremos muito através de agressão" (Maria Rosângela, vítima)

A Redação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário