. populares img:hover{ -ms-transform: rotate(-10deg); -webkit-transform: rotate(-10deg); -moz-transform: rotate(-10deg); -o-transform: rotate(-10deg); transform: rotate(-10deg);}
Ultimas

O PASSADO PELO PRESENTE

PROVEDOR DE INTERNET

sexta-feira, 28 de julho de 2017

RIO BRANCO - ACRE: Pais de menina que transmitiu suicídio são achados mortos

Os pais da estudante Bruna Andressa Borges que se suicidou aos 19 anos nesta quarta-feira (26), foram encontrados mortos na tarde desta sexta (28). Os corpos do subtenente Márcio Augusto de Brito Borges, de 45 anos, e da esposa, a ex-sargento Claudineia da Silva Borges, 39, estavam na casa onde moravam, na Vila Militar, no bairro Bosque, em Rio Branco.

Em coletiva nesta sexta, o comandante do 4ºBIS, coronel Wellington Valone Barbosa, disse que é prematuro afirmar as circunstâncias da morte do casal, mas há indícios de que cada um tenha tirado a própria vida. Cartas foram encontradas na casa e estão com a Polícia Civil.



“Os detalhes serão apurados em um inquérito que já foi aberto pela Polícia Civil e também aqui pelo batalhão. Vamos abrir um processo administrativo para apurar as circunstâncias das mortes. Só a perícia vai poder confirmar. Nosso processo é chamado de sindicância e realizamos para elucidar os fatos. O resultado deve sair em 20 dias úteis, mas esperamos que saia em um prazo mais curto”, afirmou.


A família da ex-sargento Claudineia já foi informada do ocorrido e está a caminho da capital acreana. O Exército disse que conseguiu localizar um irmão do subtenente Borges e o corpo deve ser transladado para Belém, no Pará.


REPRISANDO O FATO

Bruna Andressa Borges, de 19 anos, estudante da Universidade Federal do Acre (UFAC), foi encontrada morta na tarde desta quarta-feira (26), em uma residência localizada na região do Círculo Militar, bairro Bosque. O fato aconteceu logo após ela ter publicado em sua rede social "Facebook" a frase: Já viram alguém morrer ao vivo? ".

Amigos próximos afirmam que a jovem chegou a transmitir a própria morte através do instagran, porém a redação ainda não teve acesso ao material. 

De acordo com o informado pelo Corpo de Bombeiros, eles foram acionados por amigos a irem ao residencial Monte Rei para evitar o suposto suicídio da jovem, porém, o endereço repassado aos Bombeiros estava errado e quando chegaram ao local exato onde a jovem estaria, já a encontraram morta, em um cômodo da residência. 

Uma guarnição da Polícia Militar foi acionada e isolaram a área até a chegada da perícia que encaminhou o corpo de Bruna ao Instituto Médico Legal (IML). 

Amigos, parentes e conhecidos lamentam o ocorrido através das redes sociais e alguns ainda parecem não acreditar.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário