. populares img:hover{ -ms-transform: rotate(-10deg); -webkit-transform: rotate(-10deg); -moz-transform: rotate(-10deg); -o-transform: rotate(-10deg); transform: rotate(-10deg);}
Ultimas

O PASSADO PELO PRESENTE

PROVEDOR DE INTERNET

quarta-feira, 12 de julho de 2017

MARCELINO VIEIRA RN: INSEGURANÇA NA CIDADE E NA ZONA RURAL



Nos últimos meses/dias, uma onda de  arrombamentos a casas e  lojas, sempre ao anoitecer, vem atormentando a população de Marcelino Vieira. 

Segundo informações e relatos das vítimas os elementos arrombam as portas, pulam muros, janelas e o pior, chegam sempre de surpresa, mais precisamente na parte NOTURNA, quando notam que o morador está ausente. Eles roubam celulares, jóias, dinheiro, alimentos e ainda deixam a casa um TERROR.

Resultado de imagem para marcelino Vieira

Resultado de imagem para marcelino Vieira

Desde o mês de junho, (da Festa de Santo Antônio), mais de 10 pessoas foram vitimas desses meliantes que vêm provocando medo e fazendo com que cidadãos de BEM, se prendam dentro de suas próprias casas e/ou renunciem sair de casa. Ao que parece, a insegurança infelizmente já é uma realidade em nossa antes pacata cidade.

Na noite dessa terça-feira (11), por volta de mais ou menos 9h30 da noite, mais uma casa foi arrombada, na zona rural. O sítio Junco foi o alvo escolhido pelos malévolos, segundo informações preliminares, roubaram DINHEIRO, JÓIAS E ALIMENTOS. A casa ficou totalmente assustadora, onde chegaram a quebrar vidros, louças, como ate alimentos ficou espalhado em toda casa. Lamentável.



Resultado de imagem para marcelino Vieira


O que mais impressiona é que desde que começaram a acontecer esses fatos ninguém sabe de onde vem nem quem são esses meliantes. Nossa cidade vive o medo e ao mesmo tempo a esperança de dias melhores.


Nossa assessoria, se prontifica em procurar a Delegacia desta cidade, para entender e depois se informar quais providências estão sendo tomadas para garantir a SEGURANÇA dos moradores.

Dois mil e dezessete, está sendo um TERROR, diga-se de passagem. Quem era Marcelino Vieira?

Nenhum comentário:

Postar um comentário