. populares img:hover{ -ms-transform: rotate(-10deg); -webkit-transform: rotate(-10deg); -moz-transform: rotate(-10deg); -o-transform: rotate(-10deg); transform: rotate(-10deg);}
Ultimas

O PASSADO PELO PRESENTE

PROVEDOR DE INTERNET

sábado, 22 de julho de 2017

Após briga em cela, preso por matar duas crianças no Ceará mata comparsa, diz Sejus

VIÇOSA - CE
As duas crianças foram mortas a golpes de facas (Foto: Reprodução/TV Verdes Mares)

Uma briga entre os dois suspeitos presos por conta do caso do assassinato de duas crianças em Viçosa no Ceará culminou na morte de um deles e na tentativa de suicídio do segundo. Ambos estavam recolhidos no isolamento da Penitenciária Industrial e Regional de Sobral.



No início da noite desta sexta-feira (21) os dois iniciaram uma briga, até que Iranildo Antônio de Araújo matou Francisco Rogério Soares Pereira. Em seguida, Iranildo tentou suicídio, mas foi socorrido pelos agentes plantonistas. A informação foi confirmada pela Secretaria da Justiça e Cidadania. A Polícia Civil e o Samu se encaminharam à unidade penitenciária para as medidas necessárias.


Caso


Pai de crianças assassinadas em Viçosa do Ceará lamenta violência



As duas crianças, uma de 8 e outra de 10 anos, foram mortas a golpes de faca em Viçosa do Ceará, no interior do estado, no dia 16 de julho. Elas foram encontradas em um beco próximo à casa onde moravam, no distrito de Inharim, zona rural de Viçosa do Ceará.



A polícia capturou os dois homens e um adolescente, suspeitos de terem matado os irmãos. Um dos homens teria confessado o crime, de acordo com a Polícia Civil, e afirmou que estava sob efeito de drogas e não lembrava do que tinha acontecido.

Um dos acusados chegou a sofrer ameaça de linchamento pela população de Viçosa do Ceará, enquanto era transferido do Fórum Municipal para outra unidade. Durante a condução, quando o homem foi colocado no interior do carro policial, houve tumulto, e a polícia disparou tiros de bala de borracha para conter a população, que tentou se aproximar do homem preso.

O titular da Delegacia de Polícia Civil de Viçosa do Ceará, Gregório Neto, descartou o crime de abuso sexual. Contudo, por conta da crueldade com que os crimes foram cometidos, os suspeitos devem ser indiciados por homicídio triplamente qualificado, com as qualificadoras de motivo fútil, crueldade e impossibilidade de defesa das vítimas.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário