. populares img:hover{ -ms-transform: rotate(-10deg); -webkit-transform: rotate(-10deg); -moz-transform: rotate(-10deg); -o-transform: rotate(-10deg); transform: rotate(-10deg);}
Ultimas

O PASSADO PELO PRESENTE

PROVEDOR DE INTERNET

segunda-feira, 13 de junho de 2016

RELIGIÃO


A religião nos festejos juninos

Santo Antônio, São João e São Pedro simbolizam as celebrações. Histórias de pessoas registradas com estes nomes coincidem com as das santidades
13.06.2016
Fé, gastronomia, cultura e danças. Se há quem duvide da capacidade de uma festividade reunir o que foi citado, é porque ainda não esteve em uma autêntica festa junina. No Nordeste, a tradição do São João, comemorado, principalmente, durante este mês, persiste. Celebrado oficialmente a cada 24 de junho, o Dia de São João Batista simboliza a entrada do último dos profetas na Igreja.
"Com a filha de João, Antônio ia se casar, mas Pedro fugiu com a noiva na hora de ir para o altar". É no trecho de uma das clássicas canções juninas que é possível perceber a presença de outras duas santidades da época. Além do dia 24, o mês junino rememora Santo Antônio - dia 13 - e São Pedro - dia 29.
E é na história destas três santidades que muitas pessoas se inspiram. Conhecido como aquele que ajuda as mulheres a conseguirem um bom marido, a história de Santo Antônio Casamenteiro.
2.576.348 Antônios já registrados no Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
estetizações representacionais, porém, a essência é garantida pelos ritos de calendário e pelos espaços míticos e simbólicos.

Para a conquista dos sonhados casamentos
Considerado como Santo Casamenteiro, Santo Antônio é o primeiro homenageado do mês junino. A cada 13 de junho é celebrado o dia da santidade, popularmente conhecida pela ajuda prestada aos homens e mulheres que almejam conquistar um bom casamento. A tradição de rezar para Antônio, muitas vezes, é passada de mãe para filha. Para a Igreja, o significado dele vai além, pois é considerado um dos padroeiros mais milagrosos.
Animação e fartura que simbolizam vida
Fogueiras, fogos de artifício e forró regado a comidas típicas. A forma de comemorar o Dia de São João - 24 de junho - foi readaptada pelos brasileiros, que inseriram valores culturais locais na data. A fartura da época da colheita também pode ser vista por meio das muitas opções dos pratos regionais à base de milho. A fogueira, comum a esta época, é a perfeita representação simbólica do nascimento de João.
A simplicidade de quem supera contratempos
Acostumado às dificuldades da vida de pescador, segundo os católicos, Pedro foi o primeiro papa da Igreja, além de permanecer considerado, na tradição, como o pescador dos homens. Com festa celebrada a cada 29 de junho, a santidade fecha o calendário religioso do mês de junho. Em Marcelino Vieira, a Festa do Glorioso Padroeiro Santo Antônio, é tradicional, mesmo diante das dificuldades da seca, os fiéis demonstram que a Fé remove montanha com pequenos gestos, a começar do sair de casa até a igreja para olhar e tocar na imagem do santo milagroso e casamenteiro. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário