. populares img:hover{ -ms-transform: rotate(-10deg); -webkit-transform: rotate(-10deg); -moz-transform: rotate(-10deg); -o-transform: rotate(-10deg); transform: rotate(-10deg);}
Ultimas

O PASSADO PELO PRESENTE

PROVEDOR DE INTERNET

sábado, 19 de março de 2016

Líder do bando que matou PM apodiense é transferido para o Paraná

 
A Secretaria de Justiça e Cidadania (SEJUS) do Ceará transferiu nesta semana o líder da quadrilha responsável pela morte do policial militar apodiense, Hudson Danilo, baleado em combate no dia 07 de janeiro na zona rural de Jaguaretama, a 250 km de Fortaleza/CE.

Willame Huaina Diógenes Cintra, de 25 anos, foi preso poucos dias depois da morte do policial.

De acordo com a SEJUS, ele estava recolhido em uma unidade prisional na região Metropolitana de Fortaleza e foi transferido para a Penitenciária Federal de Catanduvas, no estado do Paraná, região Sul do país.

O pedido de transferência foi feito pela Secretaria de Justiça ainda em fevereiro e tem como objetivo “resguardar a vida do interno”.

Além do assassinato do PM Hudson, Willame responde na Justiça por vários outros crimes de homicídios registrados no interior do Ceará.

A morte do policial Hudson Danio, natural de Apodi/RN e lotado no Destacamento de Jaguaretama/CE, aconteceu durante um assalto à fazenda cometido por Willame Huaina e seu bando.

Na ocasião, Hudson e seu comandante, subtenente Herbênio Almeida, se deslocaram até o local e entraram em confronto com os criminosos. Hudson Danilo foi atingido na cabeça e morreu dois dias depois no Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza.

Ele foi sepultado com honras militares na sua cidade natal, Apodi, no interior do Rio Grande do Norte. VEJA FOTOS

O caso continua em investigação pela Polícia Civil do Ceará.


Mossoró Hoje