. populares img:hover{ -ms-transform: rotate(-10deg); -webkit-transform: rotate(-10deg); -moz-transform: rotate(-10deg); -o-transform: rotate(-10deg); transform: rotate(-10deg);}
Ultimas

ATO DE SOLIDARIEDADE

terça-feira, 29 de março de 2016

Instável, Brasil encara Paraguai em duelo direto pelas Eliminatórias

A Seleção encara o adversário sem a participação de Neymar

Super Esportes
Foto: AFP.
Com desfalques para jogo em Assunção, Dunga espera muita dificuldade no confronto em Assunção
 
HOJE
Às 21h45 (de Brasília) desta terça-feira, pela sexta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas, o Brasil enfrenta o Paraguai desfalcado do astro Neymar. A partida no Estádio Defensores Del Chaco é um confronto direto na tabela de classificação.
 
Advertidos com o terceiro cartão amarelo no empate contra o Uruguai, o zagueiro David Luiz e o atacante Neymar estão suspensos. O técnico Dunga não confirmou, mas a tendência é que o ex-corintiano Gil e o santista Ricardo Oliveira comecem como titulares em Assunção.

“Nossa mentalidade é jogar para vencer. Precisamos ter isso como um ponto fixo. É claro que respeitamos o adversário e sabemos das dificuldades, mas devemos sempre colocar a vitória como meta. Cada jogo é uma decisão e a tabela é curta. Com uma vitória, você fica lá em cima. Se perder, acaba abaixo do meio da classificação”, disse Dunga.

Com 13 pontos ganhos, o invicto Equador lidera as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo da Rússia 2018. O Uruguai aparece na segunda posição, com 10 pontos. Em seguida, vêm Brasil, Paraguai e Argentina, empatados com os mesmos oito pontos.

Na edição de 2015 da Copa América, disputada no Chile, o Paraguai levou a melhor sobre a Seleção e eliminou o Brasil nos pênaltis depois de empate por 1 a 1 no tempo normal. O resultado rendeu intensos questionamentos a Dunga, que pode ficar novamente pressionado em caso de derrota na noite de terça-feira.

Na equipe paraguaia, dirigida pelo argentino Ramon Diaz, Rodrigo Rojas, gripado, e Celso Ortiz, lesionado, foram vetados. Às pressas, o treinador precisou convocar Jonathan Santana. Já Derlis González, liberado para acompanhar o nascimento de sua segunda filha, já foi reintegrado.

“Todos os jogos são duros, complicados. A ausência do Neymar é importante, porque ele desequilibra, é um dos melhores do mundo, mas o Brasil também tem outros bons jogadores e vamos tratar de fazer a vida deles impossível. Os dois times precisam pontuar e é fundamental ser inteligente”, afirmou Diaz.

O confronto entre Paraguai e Brasil pelas Eliminatórias Sul-Americanas coloca de lados opostos dois amigos. O volante Dunga e o atacante Ramon Diaz, empresariados pelo mesmo agente na época, foram contemporâneos no futebol italiano durante os anos 1980.
PARAGUAI X BRASIL

PARAGUAI: Justo Villar; Gustavo Gómez, Paulo Da Silva, Pablo Aguilar e Miguel Samudio; Juan Iturbe, Néstor Ortigoza, Richard Ortiz e Óscar Romero; Darío Lezcano e Roque Santa Cruz. Técnico: Ramon Diaz

BRASIL: Alisson, Daniel Alves, Gil, Miranda e Filipe Luís; Luiz Gustavo, Fernandinho e Renato Augusto; Willian, Douglas Costa e Ricardo Oliveira. Técnico: Dunga

Local: Estádio Defensores del Chaco, em Assunção-PAR
Data: 29 de março de 2016, terça-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldán-COL
Assistentes: Alexander Guzmán Bonilla-COL e Cristian De la Cruz Achicanoy-COL

Nenhum comentário:

Postar um comentário