. populares img:hover{ -ms-transform: rotate(-10deg); -webkit-transform: rotate(-10deg); -moz-transform: rotate(-10deg); -o-transform: rotate(-10deg); transform: rotate(-10deg);}
Ultimas

O PASSADO PELO PRESENTE

PROVEDOR DE INTERNET

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Novo formato do "Chuva de Bala" emociona na estreia


O adro da capela São Vicente foi palco mais uma vez para a exibição do espetáculo "Chuva de Bala no País de Mossoró", que estreou na noite desta quinta-feira (11) em novo formato e com elenco reformulado. O musical relembra a batalha no ano de 1927, onde o povo de Mossoró, sob o comando do então prefeito Rodolfo Fernandes, mostrou sua bravura em resistir através de trincheiras e muitas balas, o bando de Lampião que tentou invadir a cidade.
Sob a direção de Diana Fontes, o espetáculo conta com a participação de 70 pessoas, entre atores e produção, encantando o público com efeitos sonoros e visuais. A dramaturgia é contada pelos personagens Toinho e Toinha que, através de apresentação circense e bem-humorada, relatam os principais momentos que representaram a história de resistência do povo de Mossoró ao bando do temido cangaceiro Lampião.
“O público e os turistas que irão assistir a esse novo espetáculo podem esperar muita mágica, em uma história fantástica, forte, guerreira e com muito encantamento”, destacou a diretora Diana Fontes.
Antes da exibição do espetáculo, os espectadores puderam acompanhar a apresentação da cantora Luzinete, que encantou o público com vários sucessos da MPB e do tradicional forró pé de serra de Luiz Gonzaga e demais artistas.

 “O Chuva de Bala é um espetáculo à parte do Mossoró Cidade Junina. Sempre trago meus filhos para assistir e apreciar a performance dos atores da região nessa linda história de bravura do povo de Mossoró”, falou com satisfação a dona de casa Marcilene Lima.

O ator Carlos José assumiu a responsabilidade de representar um dos principais personagens do musical, o prefeito Rodolfo Fernandes, que liderou a resistência da cidade contra o bando de Lampião. “Estamos trabalhando há algum tempo na elaboração desse projeto, com um espetáculo que vem com nova roupagem e musical. Garanto que o público não irá se arrepender”, disse.

Da Companhia Bagana de Teatro, o ator Igor Fortunado contracena o cangaceiro Virgulino Ferreira da Silva, o temido Lampião, que arquitetou o plano de invasão à cidade, junto com seu bando composto por cerca e 140 pistoleiros, após ter sido negado pelo, prefeito Rodolfo Fernandes, o pedido de 400 contos de reis. “Está tudo muito lindo e bacana esse novo formato. Quem vier assistir ao espetáculo vai se encantar com essa linda história”, afirmou.

O espetáculo é encenado de quinta a domingo, sempre a partir das 21h no adro da Capela São Vicente, com entrada franca.

Bravura e história

Durante o mês de junho o espetáculo encenado ao ar livre conta a história de bravura e resistência de Mossoró ao Bando de Lampião. O fato aconteceu no ano de 1927 e é contado em um cenário real, a Capela de São Vicente, mesmo local da batalha travada entre o povo de Mossoró e os cangaceiros. 

O espetáculo Chuva de Bala no País de Mossoró, produzido desde 2003, com elenco de atores mossoroenses, dramatiza os principais atos do confronto. 

Ficha Técnica

Espetáculo: Chuva de Bala no País de Mossoró

Elenco principal
Lampião – Igor Fortunado
Prefeito Rodolfo Fernandes - Carlos José 

Núcleo diretivo
Joriana Pontes
Marcos Leonardo
Nonato Santos
Hykaroo Mendonça

Direção 
Diana Fontes

Exibição
De 11 a 28 de junho, às 21h no adro da Capela São Vicente

Fotos: Raul Pereira e Gildo Bento/Secom PMM