. populares img:hover{ -ms-transform: rotate(-10deg); -webkit-transform: rotate(-10deg); -moz-transform: rotate(-10deg); -o-transform: rotate(-10deg); transform: rotate(-10deg);}
Ultimas

O PASSADO PELO PRESENTE

PROVEDOR DE INTERNET

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Governo anuncia distribuição de 342 toneladas de sementes em abril

Após anuncio de chuvas, Secretaria de Agricultura anuncia distribuição de sementes de feijão e milho


Governo estadual aposta na recuperação da agricultura com as chuvas que caírão até abril

Já de olho nas previsões otimistas anunciadas pelos meteorologistas regionais durante a II Reunião de  Análises Climáticas, que apostam em uma média pluviométrica de 450 mm para o RN nos três primeiros meses do ano, o Governo do Estado anuncia a distribuição de 342 toneladas de milho e feijão aos agricultores.
Foi o que afirmou o secretário Estadual de Agricultura, Tarcísio Bezerra, acrescentando que as sementes distribuídas deverão beneficiar cerca de 36 mil agricultores de todas as regiões do RN.
Bezerra se mostra otimista diante da perspectiva  de um inverno de normalidade anunciado pela meteorologia. “O quadro que se vislumbra é bastante positivo diante dos anos anteriores em que as chuvas do período mal alcançavam 200 milímetros. Com certeza, as chuvas serão superiores as precipitações de 2012 e 2013”, comentou.
O secretário afirmou que existe um nível razoável de credibilidade da previsão. “Segundo a própria Emparn [Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN], existe 25% das chuvas serem abaixo do normal, 45% de serem normais e 35% de serem normais. Isso é realmente uma boa perspectiva” , avaliou.
Para o presidente da Associação Norte-riograndense dos Criadores (Anorc), Marcos Aurélio Sá, a previsão de chuvas feita pela meteorologia está dentro das ocorrências que tradicionalmente ocorrem no semiárido nordestino durante o período.
“Acredito que essa  boa perspectiva inicial de chuvas para a região, irá assegurar a recuperação de nossas pastagens e elevação dos níveis dos nossos reservatórios”, disse  Marcos Aurélio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário