. populares img:hover{ -ms-transform: rotate(-10deg); -webkit-transform: rotate(-10deg); -moz-transform: rotate(-10deg); -o-transform: rotate(-10deg); transform: rotate(-10deg);}
Ultimas

O PASSADO PELO PRESENTE

PROVEDOR DE INTERNET

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Rosalba Ciarlini diz ser vítima de um complô e que enfrentou os poderosos, mas não cita nomes

Rosalba reage à cassação - Arquivo













A governadora Rosalba Ciarlini (DEM) reagiu à cassação imposta pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) motivada pela atuação dela nas eleições municipais de 2012.
Em entrevista ao blog do jornalista seridoense Robson Pires, a demista disse ser vítima de um "complô" logo no começo da entrevista: "Blogue: Como a senhora recebeu essa decisão?
Rosalba: Com surpresa. Eu não esperava nunca essa decisão.
Blogue: Por quê?
Rosalba: Eu acho tudo isso um grande complô contra mim".
Ao ser questionada a respeito da origem do complô, Rosalba afirmou que não era o momento para se manifestar a respeito disso. "Eu prefiro aguardar os acontecimentos para depois me posicionar. Ninguém tem uma prova que desabone a minha conduta. Isto é um ato inconstitucional. Já pensou se começarem a cassar os governadores que não puderem atender às categorias. É bem capaz de cassar a própria presidente Dilma Rousseff", argumentou.
A governadora disse ter entregue o destino a Santana e Santa Luzia. "Ótimo! Recebi tudo com dignidade e entreguei a Santana e Santa Luzia. Sei que fui enfrentar os poderosos. Eles não perdoam", frisou.
Ao fim da entrevista, ela disse que não iria citar nomes.
RECURSO
Durante todo o dia de ontem os advogados de Rosalba Ciarlini ficaram aguardando para entrar com uma liminar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A informação é de que o acórdão estava sendo revisado pelos juízes Marco Bruno Miranda (relator) e Nilson Cavalcanti (voto divergente). A previsão é que o documento seja publicado hoje e seja dado posse ao vice-governador Robinson Faria (PSD).
Só após isso os advogados de Rosalba Ciarlini poderão entrar com o recurso no TSE.
Ontem, por volta das 11h, surgiu um boato de que o TSE teria concedido uma liminar, mas a informação era improcedente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário