. populares img:hover{ -ms-transform: rotate(-10deg); -webkit-transform: rotate(-10deg); -moz-transform: rotate(-10deg); -o-transform: rotate(-10deg); transform: rotate(-10deg);}
Ultimas

O PASSADO PELO PRESENTE

PROVEDOR DE INTERNET

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

RN recebe nesta segunda feira mais 95 médicos para atuar em 90 municípios

O Rio Grande do Norte vai receber, nesta segunda-feira (02/11), mais 95 profissionais cubanos do Programa Mais Médicos do Governo Federal, como parte do convênio de Cooperação com a OPAS. Eles chegam a Natal em voo da FAB, com desembarque previsto para acontecer de meio-dia e às 23h, na Base Aérea de Natal. Os profissionais serão recepcionados por representantes do Governo do Estado e apoiadores do Ministério da Saúde.
 
O novo grupo de profissionais que chega ao estado corresponde à segunda etapa do segundo ciclo do Programa Mais Médicos. Eles serão lotados em cerca de 90 municípios. Segundo informa Hugo Mota, coordenador da Comissão Estadual do PROVAB/Mais Médicos, depois que os profissionais chegarem passarão, na terça-feira, por um momento de acolhimento em Natal, para conhecer a realidade do Sistema Único de Saúde do Estado.
 
Eles permanecem em Natal até a sexta-feira (06) e depois seguem para os municípios onde também passarão por um acolhimento para conhecer a estrutura de saúde de onde serão lotados.
 
“O foco do programa é a atenção básica, com ele o Ministério da Saúde está levando profissionais e estruturando as Unidades Básicas de Saúde para um atendimento qualificado para a população que mais precisa. Além de diminuir as desigualdades na distribuição de médicos em regiões com alta vulnerabilidade social”, disse Hugo Mota.
 
No Estado, o Programa é monitorado pela Comissão Estadual do Programa de Valorização dos Profissionais na Atenção Básica (Provab).
 
A Comissão Provab/Mais Médicos é composta por técnicos da Sesap, Conselho de Secretários Municipais de Saúde do RN (Conasems) e pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e Universidade Estadual do RN (UERN).

Nenhum comentário:

Postar um comentário